Aprenda a desenhar a carreira que traz mais felicidade e energia para você, todos os dias!

Assine a newsletter da Adriana Ferrareto para receber dicas de gestão de carreira e liderança.

Como o teste Roda da Vida pode ajudar você a consertar as coisas
11 de outubro de 2018
Vida digital
Quer mudar sua vida? Comece se organizando
30 de outubro de 2018
que histórias anda contando para você mesmo?

como as ideias recorrentes formam sinapses

A manifestação da liberdade começa na mente, quando escolhemos formas libertadoras de pensar. Ofereço a você uma metáfora capaz de facilitar o processo de quebra de crenças cristalizadas.

Imagine a estrada que você mais gosta de dirigir, a que você prefere para ir a determinado lugar. Apesar de ter outras possibilidades, você escolheu essa estrada por alguns motivos…

Ela parece um tapete, sem buracos. É bem sinalizada e, apesar das curvas, é segura. A vista é linda e ainda por cima você chega em pouco tempo ao destino desejado.

Mas tem um porém: o pedágio é muito, muito caro.

Agora que já pensou na estrada que você mais ama, quero que procure um lugar seguro nessa estrada para estacionar seu carro.

Sim, você vai deixá-lo em algum lugar, bem guardado e ao descer do carro, notará que no chão, bem do lado, tem um facão. Ele agora é seu.

Olhe para o lado direito da estrada e veja um matagal enorme, alto, de perder de vista. Sua missão agora é de se embrenhar nesse mato para abrir uma nova estrada, um novo caminho.

Os desafios são vários… É muito difícil porque você provavelmente nunca cortou mato e abriu caminho com um facão. É mato demais e o trabalho é enorme… Além disso, a distância a percorrer é longa, exigindo muita perseverança.

Quando estiver pra lá da metade do caminho, exausto, vai perceber que o mato do início já começou a crescer.

Você vai se questionar o motivo de tanto trabalho para abrir uma estrada, se já tem uma ali do lado, pavimentada e toda arrumadinha!

Você vai querer desistir. Vai sentir medo do desconhecido.

Mas a vantagem de tudo isso é que esse novo caminho, aberto por você, além de não cobrar pedágio, vai conduzir você para uma liberdade sem proporções.

Essas estradas e a nossa mente

Esse cenário que desenhei para você serve para entender como funciona nossa mente.

Imagine que aprendemos a pensar de certa forma sobre vários assuntos. Lemos coisas a respeito, ouvimos pessoas falarem nas igrejas, nas escolas, na própria família, tudo do mesmo jeito – crença empilhada sobre crença.

De tanto ouvir, você pavimenta uma “estrada” na sua mente.

As sinapses são construídas. Isso fica tão forte que, quando qualquer pessoa ou evento remotamente traz um assunto à tona, rapidamente sua mente acessa esse caminho mais fácil a uma resposta ou conclusão. Dessa forma, seu cérebro economiza energia e tem acesso mais rápido às informações.

O problema é que o fato de uma “estrada-sinapse” estar construída e fortalecida em nossa mente, não significa que esse tipo de pensamento que você tem é o melhor.

Dá para desfazer uma crença ruim cristalizada?

Posso citar um exemplo meu aqui das muitas vezes que fui assaltada em São Paulo e de quando passei por um sequestro.

Cada um desses eventos geraram um medo absurdo. Cheguei a ter crises de pânico, tamanha a minha dificuldade em lidar com essa pavimentada estrada.

O esquema funciona da seguinte maneira:

Quando algo dá errado ou quando sou avisada de um problema, meu corpo todo é banhado por uma sensação de formigamento, em seguida meus músculos ficam tensos. Pronto! Já estou em estado de alerta e estresse!

A história que meu cérebro conhece é a de que sofri muita violência e sempre foi horrível essa sensação. Dessa forma, se algo ruim acontece agora, mesmo que seja insignificante, a estrada pavimentada das minhas sinapses é acessada instantaneamente.

É um caminho que já conheço,  sei como começa e como termina. O pedágio caro que pago nessa estrada é que, por acreditar nessa história que meu cérebro insiste em repetir, mantenho fortalecido o círculo vicioso do medo. E ele me leva ao estresse, à retração e até a doenças emocionais e físicas.

Histórias que contamos para nós mesmos

Então é muito importante pensarmos em que histórias estamos contando para nós mesmos.

Estamos fixados no passado, nos dramas, nas falcatruas que nos fizeram? Se isso acontecer, nossa mente mesmo tendo possibilidade de escolher caminhos diferentes, até melhores, optará por ir por um lugar que ela já conhece.

Muitas vezes é necessário pegar um facão e abrir caminho no meio do mato. Essa é a capacidade que temos de contar uma nova história e fazer uma nova sinapse. Mas como ela é nova, se eu não percorrer esse novo caminho mais vezes, passado algum tempo, o caminho estará todo tomado de mato novamente.

É sempre possível fazer novos caminhos

Uma nova estrada dá trabalho, mas a recompensa é a liberdade.

Para que esse novo caminho se torne uma estrada pavimentada, terei que passar ali por diversas vezes. Muito  mais do que pela estrada antiga, ou não conseguirei me libertar dos pensamentos ruins, de fracasso, incapacidade, medo, solidão.

Vai dar um trabalhão imenso!

Literalmente temos que forçar nossa mente a prestar atenção a uma nova história, que nos motiva e faz ir além. No meu caso, muitas coisas dão início ao meu pensamento de medo. No entanto, quando me recuso a seguir por essa estrada pavimentada, passo a mão no facão e arregaço as mangas, para abrir caminho em um novo jeito de pensar sobre o assunto.

Me lembro de que fui capaz de sair de todas as enrascadas que vivi, que sobrevivi à violência, que tive ideias ótimas para ultrapassar obstáculos.

E pouco a pouco, o caminho novo vai se fortalecendo e meu medo se dissipando.

Nessa nova estrada não há pedágios. E o resultado é a liberdade de poder escolher em quais histórias você vai focar sua atenção. E isso não tem preço nessa vida!


P.s: Lembre que existem várias maneiras de se manter atualizado com os conteúdos que crio.

Você pode:

O importante é sempre se manter atualizad@!

Abraço afetuoso,

Adriana

ARTIGOS RELACIONADOS

Adriana Ferrreto

Strengths Coach certificada pelo Gallup® Institute
Executive Coach Certificada pelo Integrated Coaching Institute (ICI)
Certificação Internacional em Coaching Integrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
×

×
×
×

×
×
×
×
×